Fernando Fidelis recebe transfusão de sangue a cada 20 dias no DF — Foto: Arquivo pessoal

Por Caroline Cintra, g1 DF

Há 10 anos, o assessor parlamentar e morador do Distrito Federal Fernando Fidelis, de 41 anos, recebe transfusões de sangue. Após ser diagnosticado com anemia falciforme e ter episódios de acidente vascular cerebral (AVC) e aneurisma, ele precisa passar pelo procedimento a cada 20 dias, no Hospital de Base de Brasília.

Nesta terça-feira (14), é celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue. A data compõe o calendário da campanha Junho Vermelho, que conscientiza sobre a importância da doação (veja mais abaixo).

“Só tenho gratidão por cada pessoa que doa. Somos irmãos de sangue, literalmente”, diz o assessor parlamentar.

 

Celebração

 

Uma doação de sangue pode salvar até quatro vidas — Foto: Getty Images via BBC

Uma doação de sangue pode salvar até quatro vidas — Foto: Getty Images via BBC

Para celebrar o Dia Mundial do Doador de Sangue, a Fundação Hemocentro de Brasília está com uma programação musical especial e palestra sobre o Dia Mundial de Conscientização sobre Doença Falciforme, que é comemorado em 19 de junho. Confira:

  • Dia 13, às 10h: Banda da Aeronáutica;
  • Dia 14, às 08h: Banda do Batalhão da Guarda Presidencial – BGP;
  • Dia 14, às 9h30: Integrantes da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro;
  • Dia 14, às 14h: Guitarrista Marlene Souza Lima;
  • Dia 15, às 10h: Grupo Choro do Pato;
  • Dia 15, às 8h30: Evento comemorativo sobre o Dia de Conscientização da Doença Falciforme.

 

Além disso, segundo a fundação, os estoques de sangue estão 53% maiores em relação a maio de 2021 e 23% menores em relação ao mesmo mês de 2020, ano em que a Organização Mundial de Saúde declarou a pandemia do novo coronavírus e houve a decretação de lockdown no Distrito Federal.

Todos os grupos sanguíneos – exceto O positivo e O negativo – estão em níveis adequados. No entanto, as doações têm que se manter contínuas para todos os tipos, a fim de que os estoques permaneçam dentro dos níveis considerados seguros.

Desde o início de 2022, as reservas do único banco de sangue público do DF estão em níveis inferiores aos considerados seguros. A média de 166 doações de sangue por dia registradas neste ano, entre 1º de janeiro e 31 de maio, não tem sido suficiente para alcançar os níveis de segurança.

Fundação Hemocentro de Brasília nesta quinta-feira (2) — Foto: TV Globo/Reprodução

Fundação Hemocentro de Brasília nesta quinta-feira (2) — Foto: TV Globo/Reprodução

Quem pode doar sangue?

Para doar sangue, é preciso ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 51 kg e estar saudável. Quem passou por cirurgia, exame endoscópico ou adoeceu recentemente, a recomendação é consultar o site do Hemocentro para saber se está apto a doar sangue.

Quem teve gripe deve aguardar 15 dias após o desaparecimento dos sintomas para poder doar sangue. Quem teve Covid-19 deve aguardar 10 dias após o fim dos sintomas, desde que sem sequelas. Se assintomático, o prazo é contado da data de coleta do exame.

Já quem teve contato com pessoa diagnosticada ou com suspeita de Covid-19 nos últimos 10 dias fica impedido de doar sangue por sete dias após o último contato com a pessoa.

Com relação às vacinas, o tempo de impedimento é mais curto: a vacina contra gripe e a Coronavac impedem a doação de sangue por dois dias após a dose. Já as vacinas Pfizer, Astrazeneca e Janssen impedem por sete dias após cada dose.

Como agendar doação de sangue no Hemocentro?

 

O atendimento para doação de sangue deve ser agendado previamente. A medida foi adotada por causa da pandemia da Covid-19 para controlar o número de pessoas que aguardam para doar sangue. Há duas modalidades de agendamento:

Individual

  • pelo site: agenda.df.gov.br
  • pelos telefones 160 opção 2, ou 0800 644 0160
  • O horário do atendimento telefônico é de segunda a sexta, das 7h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h.

 

Grupos

  • pelos telefones (61) 3327-4413 ou (61) 3327-4447.
  • O atendimento telefônico é de segunda a sábado (exceto feriados), das 7h às 18h.

 

Transporte gratuito para doadores

 

O Hemocentro de Brasília oferece opções de transporte gratuito para doadores de segunda a sexta-feira. O veículo faz o percurso de ida e volta entre a instituição e a Rodoviária do Plano Piloto. O ponto de embarque fica no piso inferior do terminal, voltado para a Catedral, onde normalmente estacionam os ônibus e vans de transporte de servidores públicos.

Horários de saída:

– Hemocentro para Rodoviária: 8h, 9h, 10h, 11h, 12h, 13h, 14h, 15h, 16h, 17h.

– Rodoviária para Hemocentro: 8h30, 9h30, 10h30, 11h30, 12h30, 13h30, 14h30, 15h30, 16h30.

Grupos de doadores também podem optar pelo transporte gratuito do Hemocentro.

Junho Vermelho: mês conscientiza a população sobre a importância de doar sangue