.

 

A Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) apresentou nesta terça-feira (25/1), em audiência pública virtual, proposta de alteração da Resolução nº 14/2011, que estabeleceu as condições gerais para a prestação e utilização dos serviços públicos de abastecimento de água e esgotamento sanitário do DF. A reunião, presidida pelo diretor Jorge Werneck, contou com a participação de mais de 80 pessoas.

Dentre as mudanças propostas, estão os procedimentos para faturamento de conta nos casos em que o hidrômetro estiver com a medição alterada; identificação de consumo acima da média; impedimento de acesso à leitura e manutenção do hidrômetro e suas consequências caso a situação persista por mais de quatro meses; possibilidade da realização da autoleitura do hidrômetro pelo usuário; suspensão do fornecimento e vazamento imperceptível.

Os resultados apresentados ainda poderão sofrer ajustes após a análise das contribuições encaminhadas durante o processo de consulta e de audiência pública. A proposta final será submetida à aprovação da Diretoria Colegiada.

Também participaram pela Adasa o diretor Apolinário Rebelo, o ouvidor Robinson Cardoso, o procurador Rogério Cavalcante, o secretário geral Rodrigo Sábato e o superintendente de Abastecimento de Água e Esgoto Rafael Mello.