‘Provocação descarada’ do Ocidente na Ucrânia e Taiwan elevam chance de ‘guerra mundial’, diz mídia

ago 4, 2022
China lança mísseis hipersônicos durante exercícios militares em torno de Taiwan, segundo mídia

Um tanque dos EUA modelo Abrams é visto enquanto tropas da Polônia, EUA, França e Suécia participam do exercício militar DEFENDER-Europe 22, em Nowogrod, Polônia, 19 de maio de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.08.2022
Nos siga noTelegram
De acordo com o jornal The Guardian, as políticas atuais dos países ocidentais na Ucrânia e em Taiwan aumentam o risco de uma “guerra mundial”.
A mídia indica que a Ucrânia e Taiwan merecem todo o apoio diplomático, porém não se deve permitir que isso vire uma guerra mundial ou uma catástrofe nuclear.
Segundo o artigo, os EUA e seus aliados seguem uma política de “ambiguidade estratégica” deixando claro sua disposição de apoiar militarmente Taiwan, ao mesmo tempo que afirmam seu compromisso de “Uma Só China”.
O jornal ainda afirmou que a visita da presidente da Câmara de Representantes dos EUA, Nancy Pelosi, a Taiwan foi uma “provocação descarada” dos norte-americanos.
O The Guardian também destacou que o mesmo ocorre na Ucrânia, onde Washington e Londres continuam reforçando a necessidade de fornecer armas a Kiev, ignorando o fato de que suas ações provocam uma reação ainda mais forte de Moscou.
Os países ocidentais devem evitar o risco de suas ações levarem a uma catástrofe, em vez de fazerem de tudo para provocá-la, enfatiza a mídia britânica.