Bolsonaro, ONU e Lula (Foto: Anderson Riedel/PR | Reuters | Ricardo Stuckert)

O Comitê de Direitos Humanos da ONU concluiu que Lula foi vítima da parcialidade de Moro e determinou que o governo brasileiro divulgue a decisão em canais oficiais

 

 Após o Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) concluir que o ex-presidente Lula (PT) foi vítima de um julgamento parcial por parte do ex-juiz suspeito Sergio Moro (União Brasil-SP), o órgão diz que o governo Jair Bolsonaro (PL) deve divulgar em seus canais oficiais a decisão.

O texto da conclusão, que será divulgado nesta quinta-feira (28), deverá ser traduzido e amplamente divulgado pelo governo brasileiro, segundo o Comitê da ONU.

Na prática, significa que “ao menos nos sites oficiais de alguns ministérios, como o da Justiça, por exemplo, a decisão teria que estar disponível”, explica Lauro Jardim, do jornal O Globo.

.

Não há, no entanto, como confirmar se o governo Bolsonaro cumprirá a determinação.