Liberdade aos bares de Ceilândia

jul 21, 2022

 

 

O deputado distrital Riginaldo Veras  juntamente com o também distrital e pré-candidato ao Governo do Distrito Federal Leandro Grass ainda na data de ontem apresentaram projeto de Decreto Legislativo 1216/2022, para suspender um ato que impôs horários de fechamento de bares e restaurantes de Ceilândia.  Na esteira, vendo também ser descabida a ordem de serviço assinada pelo administrador regional da cidade, o governador Ibaneis Rocha revogou a medida. O texto do chefe do Buriti foi publicado  no diário oficial do Distrito Federal de hoje.

 

 

 

Leandro Grass e Reginaldo Veras apresentam projeto contra redução de horário de bares de Ceilândia

Os deputados distritais Leandro Grass e Reginaldo Veras (PV) apresentaram o Projeto de Decreto Legislativo 1216/2022, para suspender um ato que impôs horários de fechamento de bares e restaurantes de Ceilândia sem justificativa concreta.

A proposta indica que a Ordem de Serviço 128/2022, da Administração de Ceilândia, não tem motivação válida, estudos, laudos ou pareceres que a justifiquem. O ato determina que todos os estabelecimentos comerciais de Ceilândia que vendem bebidas alcoólicas deverão funcionar até meia-noite de domingo a quarta-feira e até 2h de quinta a sábado.

 

 

Ibaneis revoga medida que limitava horário de bares em Ceilândia

Ordem de serviço havia sido assinada pelo administrador regional da cidade, que alegou seguir orientação do Ministério Público

 

Homem de vermelhoRafaela Felicciano/Metrópoles

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), revogou a restrição do horário de funcionamento de todos os estabelecimentos com venda de bebida alcoólica em Ceilândia. Um decreto já foi redigido e será publicado no Diário Oficial do DF (DODF) nesta quinta-feira (21/7).

O texto assinado pelo chefe do Executivo local diz: “Fica revogada a Ordem de Serviço nº 128, de 12 de julho de 2022, expedida pelo administrador regional de Ceilândia. Este decreto entra em vigor na data de sua publicação”. Com determinação de Ibaneis, portanto, agora, os donos de bares e restaurantes da maior e mais populosa cidade da capital do país não precisarão fechar as portas mais cedo.

Desde que a ordem de serviço expedida pela Administração Regional de Ceilândia, houve uma série de reações negativas de comerciantes.

A nova regra determinava que, entre domingo, segunda, terça e quarta-feira, os comércios poderiam ficar abertos até a meia-noite. Na quinta, sexta-feira e sábado, teriam autorização para receber clientes até as 2h.