Wilson Pedrosa/Fotos Públicas

Ex-deputado federal ainda não bateu o martelo, mas caso aceite, terá de abandonar as prévias internas para tentar disputar o Senado pelo PT

 

Coordenad0ra-geral da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva, a deputada federal Gleisi Hoffmann convidou o ex-deputado federal Geraldo Magela para coordenar a campanha presidencial do ex-presidente no Distrito Federal.

Gleisi também preside nacionalmente o Partido dos Trabalhadores e confirmou a intenção de ter Magela na equipe de ponta do petista.

“Nós convidamos ele [Magela] para coordenar a campanha Lula no DF. Achamos que ele vai cumprir um papel importante, porque tem experiência e vai ajudar muito”, afirmou a congressista.

Ao Metrópoles, Geraldo Magela afirmou que tem consultado os familiares e a base política para conseguir tomar a decisão nas próximas horas. Caso aceite o convite, terá de tirar o nome da disputa eleitoral.

“Como a campanha do Lula será mais ampla do que a Federação, é preciso que a coordenação tenha condições de dialogar com todos os partidos que vão apoiar o Lula. A partir deste convite, naturalmente feito com o apoio do Lula, eu passei a consultar o grupo interno que me apoia. Se eu vier a aceitar, não concorrerei a nenhum cargo, porque a coordenação exige dedicação exclusiva”, disse o ex-deputado.

Prévias

Magela tentava vencer internamente a disputa para ser o candidato do PT ao Governo do Distrito Federal (GDF).

Contudo, o diretório nacional da sigla decidiu apoiar a campanha de Leandro Grass (PV) em nome das negociações da federação dos partidos aliados a Lula.

A recomendação nacional fez com que o ex-deputado federal anunciasse a disposição de tentar a vaga ao Senado. Ele concorre internamente com a sindicalista Rosilene Corrêa, com quem também disputou as prévias partidária ao Buriti.