Por Walder Galvão, g1 DF

Os casos de feminicídio voltaram a crescer no Distrito Federal, com alta de 41% em 2021, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP). Outros crimes como furto de pedestres e a veículos também aumentaram no ano passado (veja detalhes abaixo).

De acordo com o levantamento, em 2021, 24 mulheres foram assassinadas devido à condição de gênero. Em igual período de 2020, as delegacias da capital registraram 17 ocorrências desse tipo.

O ano passado foi o terceiro com mais casos, desde 2015, quando assassinatos de mulheres por condição de gênero passaram a ser considerados feminicídio . Apenas os anos 2018 (25) e 2019 (29) superaram a marca.

Sem solução

 

Alguns crimes registrados em 2020 ainda seguem sem solução. É o caso da auxiliar de serviços gerais Cilma da Cruz Galvão, de 50 anos, que, em outubro de 2021 foi morta a facadas dentro da própria casa. O suspeito pelo crime, Evanildo das Neves da Hora, de 50 anos, está foragido.