Fotos: Geovana Albuquerque / Agência Brasília

Parte das unidades vão intensificar mutirões para preenchimento e atualização do Cadastro Único aos sábados

Agência Brasília* | Edição: Saulo Moreno

“É importante frisar que as filas não acabam de uma hora para outra. É um processo gradativo. Por esse motivo, estamos empregando outras alternativas paralelas para que essa redução seja mais célere”

Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

O Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou, nesta sexta-feira (3), a retomada do atendimento sem agendamento prévio nos 29 centros de referência de assistência social (Cras). O serviço vai ocorrer por meio de distribuição de senhas e levando em conta a capacidade de atendimento da unidade. Diariamente, vai ser afixado na entrada do local a quantidade de senhas disponíveis.

“É importante frisar que as filas não acabam de uma hora para outra. É um processo gradativo. Por esse motivo, estamos empregando outras alternativas paralelas para que essa redução seja mais célere”, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

Durante coletiva no Palácio do Buriti sobre a retomada do atendimento sem agendamento prévio nos 29 Cras, a secretária Mayara Noronha também anunciou a abertura de centros aos sábados para preenchimento e atualização do Cadastro Único | Fotos: Geovana Albuquerque / Agência Brasília

Durante coletiva para a imprensa no Palácio do Buriti, outra medida anunciada foi a abertura dos Cras aos sábados para preenchimento e atualização do Cadastro Único. Regiões com maiores demandas vão atender o público entre 8 e 17 horas em dias pré-determinados.

Neste sábado (4), ocorre mutirão em três Cras –  P Sul, Santa Maria e Planaltina –  exclusivamente para preenchimento e atualização do Cadastro Único, das 8h às 16h.

A gestora pondera que o atendimento sociassistencial exige detalhes e pode transcorrer por até uma hora ou mais. “Trata-se de uma escuta qualificada às famílias. Por isso, o número de senhas é limitado nas agências do Na Hora e, agora, nos Cras. Lembrando que o Na Hora continua fazendo os atendimentos de Cadastro Único”, completa a secretária.

Quem preferir, ainda pode fazer a solicitação via 156.

Ainda com vistas à ampliação ao preenchimento e à atualização do Cadastro Único, corre edital para seleção de organizações da sociedade civil (OSCs) que vão reforçar esses serviços. A previsão é que o processo de seleção seja concluído em agosto. A entidade vencedora do certame vai instalar 14 novos pontos de atendimento exclusivo para esse serviço em regiões de maior vulnerabilidade do Distrito Federal, reforçando ainda mais o trabalho que já é executado pelas unidades socioassistenciais locais.

*Com informações da Sedes-DF