Com apoio de Lula e Alckmin, Luxemburgo é pré candidato a senador

jul 15, 2022
Wanderley Luxemburgo com o pré-candidato a vice-presidente da República Geraldo Alckmin

Luxemburgo vai a Brasília, recebe apoio do PSB nacional, Alckmin e Lula e retorna a Palmas como

 pré candidato a senador.

Wanderley Luxemburgo, pré-candidato a senador e Carlos Siqueira, presidente do PSB

Por Katharina Garcia

 

AGNOT – 14/07/22 – KG – Depois de dois dias em Brasília onde realizou diversas conversas e participou de várias reuniões com dirigentes nacionais do PSB, dentre outras uma reunião com o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, com o pré-candidato a vice-presidência da república Geraldo Alckmin e uma visita a CONTAG – Confederação Nacional de Trabalhadores Rurais, o ex-técnico da seleção brasileira e hoje pré-candidato a senador pelo PSB no Tocantins retornou a Palmas respaldado pelo presidente nacional Carlos Siqueira e fortalecido em sua candidatura ao senado após conversas com diversos dirigentes nacionais como o ex-governador Geraldo Alckmin a quem Luxemburgo convidou para a convenção estadual do PSB que homologará sua candidatura.

Na conversa com Carlos Siqueira de quem ouviu palavras de estimulo e total apoio a sua candidatura ao Senado Federal, Luxemburgo reafirmou sua disposição de fortalecer o Partido Socialista Brasileiro no Estado construindo-o em vários municípios durante a campanha e após esta. Durante a reunião Siqueira e Luxemburgo fizeram uma análise da conjuntura nacional e do Tocantins onde foi reafirmado pelo presidente nacional do partido o fortalecimento da coligação do PSB com o PT onde o Partido Socialista Brasileiro tem o pré-candidato a vice-presidente na pessoa do ex-governador Geraldo Alckmin, com quem Luxemburgo tambem conversou longamente durante toda manhã desta terça feira,12.

 

 

 

Geraldo Alckmin foi convidado por Luxemburgo a visitar o Estado do Tocantins durante a campanha, e ao agradecer o convite o ex-governador garantiu que durante a mesma atenderá o convite indo ao Estado para fortalecer o nome do ex-técnico da seleção ao Senado pelo PSB.

Wanderley Luxemburgo manteve diversos outros contatos durante sua estada em Brasília tendo ainda se encontrado com o pré-candidato Luís Inácio Lula com quem conversou durante o ato político em Brasília na noite da última terça feira 12. Os dois são amigos de longa data.

Luxemburgo encontrou-se ainda com vários outros dirigentes nacionais que manifestaram total apoio a sua pré-candidatura como o deputado Alexandre Molon, pré-candidato a senador do PSB no Rio de Janeiro, com o vice presidente da Fundação João Mangabeira e presidente do Conselho de Ética do PSB Alexandre Navarro, com Acilino Ribeiro, Secretário Nacional dos Movimentos Populares do PSB, Mari Trindade, Secretária Especial do partido e ainda com a Subsecretária Nacional do MPS Thaisa Dayane, tambem Secretária Geral da CONTAG.

Ao visitar a CONTAG Wanderlei Luxemburgo foi recebido por toda a Diretoria da entidade com bastante entusiasmo e recebeu manifestações de carinho dos sindicalistas presentes. Ele foi acompanhado pela Secretária Geral da entidade e subsecretária dos movimentos populares do PSB Thaisa Dayane, o vice-presidente da entidade Alberto Bloch, a Secretária de Mulheres Mazé Moraes dentre outros.

Luxemburgo na CONTAG com as coordenadoras da Marcha das Margaridas

 

 

Ao final da viagem Luxemburgo retornou entusiasmado pelas palavras do presidente nacional Carlos Siqueira e do pré-candidato a vice de Lula, Geraldo Alckmin, que garantiram o apoio necessário a mesma e recomendações de que o partido não aceite qualquer aproximação com candidaturas bolsonaristas como foi ventilado por alguns pré-candidatos a governador no Estado.

Dirigentes nacionais afirmaram que qualquer tentativa de aproximação do PSB com grupos ou partidos bolsonaristas no estado, como a imprensa do Tocantins tem ventilado será rechaçada pela Executiva Nacional do partido. O que fortalece o nome de Luxemburgo que rejeita qualquer aproximação com estes grupos.

Já que o PSB nacional proíbe qualquer aproximação com grupos bolsonaristas em qualquer estado brasileiro isso prejudicará totalmente qualquer articulação do partido no Tocantins com o candidato Ozires Damaso muito próximo de Bolsonaro e que tem a simpatia do presidente da República no Estado.

 

Ao desembarcar nesta quarta-feira a noite,13, em Palmas, Luxemburgo foi perguntado sobre quem poderia ser o candidato a governador apoiado pelo PSB e respondeu apenas que “quem decide é a Convenção do Partido, desde que sob as orientações estratégicas partidárias nacionais e dentro dos princípios éticos e históricos do PSB”, confirmando seu alinhamento com a direção nacional.

 

 

AGNOT – 14/07/22 – KG