Cantor gospel diz ter shows cancelados por ser gay e recebe solidariedade do Padre Júlio Lancellotti

jul 2, 2022
Bruno Camurati

‘Eu servia pra tudo há 2 semanas. Num estalar de dedo, não presto mais pra cantar”, afirmou Bruno Camurati. “A Igreja tem lugar para todos”, disse o Padre Júlio Lancellotti

Bruno Camurati

O cantor Bruno Camurati, de 41 anos, afirmou que teve shows cancelados após assumir ser gay. Ele não se apresentará no festival de música cristã Halleluya, que acontece em Fortaleza (CE) no dia 23 de julho. Seguidores associaram o cancelamento ao fato de o cantor ter recentemente se assumido gay em uma publicação nas redes sociais, no início do mês. Os relatos dele foram publicados nesta sexta-feira (1) em matéria do jornal O Globo.

 

“Tá, mas é engraçado como eu servia pra tudo há 2 semanas atrás, e logo em seguida, num estalar de dedo de Thanos, não presto mais pra cantar, palestrar, pregar… As mesmas músicas, a mesma pessoa, o mesmo show. Dois já foram cancelados essa semana”, publicou o cantor no Instagram, no dia 13 de junho.

“Eu entendo porque o show foi cancelado. Já esperava por isso. Não só esse show, mas outros eventos e palestras também foram cancelados. Eu entendo a revolta do povo. Eu queria pedir que todo mundo só se respeitasse e se amasse, que é o foco da nossa fé”, disse o cantor, em uma postagem no Instagram.

O padre Júlio Lancellotti postou uma mensagem de solidariedade ao cantor. “Nem todos os grupos católicos ouviram a palavra de Francisco: a Igreja tem lugar para todos!”.