Depois de beijar EliezerMaria se aproximou de Linn Da Quebrada e beijou a artista. Durante a festa Boteco do BBB22, as duas ainda trocaram diversos beijos em outros momentos.

Parece, contudo, que o beijo despertou um medo intenso dentro da cantora. Horas depois que elas ficaram, a insegurança bateu e o fato de ser uma mulher travesti preta, beijando outra mulher preta pode causar uma onda de ódio sobre a cantora, do ponto de vista dela.

O mediador da temporada, Tiago Abravanel, se aproximou para apoiar a amiga, que já era consolada por Naiara Azevedo e Jessilane. O cantor afirmou da grandiosidade de Linn e de como ela é forte só por existir.

“Você é uma mulher incrível. E tem um grupo de pessoas aqui abertas para você. Eles [a direção] iriam colocar você aqui com qualquer grupo de pessoas que não te entendessem e não enxergassem a verdade em você”.

Ela agradeceu pelos conselhos e chorou mais um pouco. Depois de concluir que estava bêbada, Lina se levantou e foi para a cama dormir. No meio do caminho, Eliezer e Vinicius a interromperam para lembrar o quão importante a sister é para o jogo. “Eu aprendo muito com você, todos os dias. Muito, muito!”, resumiu o designer.

ABANDONO

Linn Da Quebrada chegou chegando na conversa do jardim e definiu o BBB22 a uma grande reflexão ao longo da madrugada da segunda-feira, 24
Foto: Divulgação/Globo/BBB

Uma semana antes do primeiro beijo na casa, Linn fez uma profunda análise do reality show e chamou a atenção de todos os colegas do BBB22. Em resumo, a paulista afirmou que o reality é um programa de abandono:

É um jogo de abandono. É um jogo de alianças, mas também de abandonos. Na hora que você vai votar, tem que decidir quem você vai abandonar. Está todo mundo de mãos dadas, mas você chega na pessoa: ‘Posso soltar a sua mão agora?’. É também um jogo de abandono! Está todo mundo junto, mas você precisa decidir quem vai deixar para trás”

E a troca foi tão real que os olhares e contribuições foram somando à troca. “Quando se trata de seres humanos, eu nunca vou conseguir entender completamente o que você sente. Eu nunca vou representar o todo, porque as pessoas são únicas!”, complementou Vinicius. “A gente deveria gostar mais de conhecer as pessoas. Acho que esse é o tema do programa desse ano!”, continuou o bacharel em direito. Arthur lembrou conversa que teve com Douglas, dizendo a Rodrigo que não cabia a Linn explicar algo que, na verdade, ele deveria estudar.