Arruda nervosinho

ago 1, 2022
Hugo Barreto / Metrópoles

Gilvan Máximo é chamado, ao pé do ouvido, de vagabundo por Arruda.

 

Com a proximidade das eleições, e sua situação indefinida, o ex-governador José Roberto Arruda,  tem mostrado que já não tem amis nervos para o  métier. Está criando confusão por onde passa e causando transtorno a sua esposa e candidata ao senado Flávia Arruda.

Depois da confusão com os taxistas,  hoje segundo o site Metróples, no início da convenção que confirmou o nome do Ibaneis à reeleição,  Arruda tentou ou deu um tapa no rosto do tabém candidato a deputado federal Gilvan Máximo. O que só não se transformou em confusão generalizada por causa da intervenção da turma  do “deixa disso”.

Um chazinho de melissa seria de bom tom  para o ex-senador já que sua esposa Flávia é candidata ao senado e aí não “pega bem’ né?

Menos Arruda, menos.

Leia abaixo a matéria do Metrópoles:

Arruda perde o controle e parte para dar um tapa na cara de Gilvan Máximo

Confusão ocorreu no palanque da convenção que selou a aliança entre o MDB, o PL e o Progressistas nas eleições do Distrito Federal

 

Hugo Barreto / Metrópoles
Durante a convenção que selou a aliança entre o MDB, o PL e o PP, neste domingo (31/7), juntando na mesma chapa Ibaneis Rocha, Celina Leão e Flávia Arruda, houve um tumulto no palanque provocado por José Roberto Arruda.

Logo no início do evento, ao perceber que o ex-secretário de Ciência e Tecnologia Gilvan Máximo estava no palco, Arruda se aproximou do aliado de Ibaneis para provocá-lo.

No pé do ouvido de Gilvan, Arruda soprou um monte de impropérios, entre os quais chamou Gilvan de “vagabundo”.

Veja as fotos do momento:

Além disso, questionou a presença do ex-secretário na convenção: “Você não tinha que estar aqui, seu vagabundo”. O ex-secretário é filiado ao Republicanos, partido que ainda não fechou oficialmente a aliança com a chapa. Apesar disso, Gilvan é um dos fiéis escudeiros de Ibaneis Rocha.

Depois dos xingamentos, Arruda desferiu um tapa em direção ao rosto de Gilvan, que tentou se esquivar da agressão. O tapa pegou de raspão.

Gilvan, então, tentou revidar, mas logo uma turma que estava ao redor percebeu a confusão e separou a briga. Flávia, mulher de Arruda, foi uma das que interveio para evitar o pior.

Candidata a vice na chapa de Ibaneis, Celina Leão percebeu a confusão e antecipou a fala de Arruda para tirá-lo de perto de Gilvan.

Gilvan Máximo é candidato a deputado federal, assim como Arruda. Os dois têm disputado os mesmos espaços políticos.

No caso de Arruda, a suposta candidatura à Câmara dos Deputados está pendurada numa liminar concedida pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins.

A confirmação se ele poderá de fato se candidatar ainda depende do crivo do Supremo Tribunal Federal (STF), que decidirá, no próximo dia 3 de agosto, sobre retroatividade da nova Lei de Improbidade.

Arruda foi condenado, em dois processos, por improbidade administrativa. Por conta dessas condenações, ele tornou-se inelegível. Mas, recentemente, uma liminar do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, devolveu os direitos políticos a Arruda, pelo menos por enquanto.

Destempero

Não é a primeira vez que Arruda perde a estribeira ao participar de eventos políticos nesta campanha eleitoral.

Há alguns dias, mandou o presidente interino do Sindicato dos Taxistas, Mark Wemerson Souza, “tomar banho” após o sindicalista dizer que apoiaria Gilvan Máximo para a Câmara dos Deputados.

Para conter o climão, Flávia Arruda tirou o microfone das mãos de Arruda e dispersou a reunião. “Vamos tomar um café. Ele fica muito nervoso”.