André Mendonça (Foto: Agência Brasil)

Ministro indicado por Bolsonaro pede vista na tentativa de salvar mandato de bolsonarista cassado pelo TSE

 

O ministro André Mendonça paralisou o julgamento virtual que analisaria a cassação do deputado bolsonarista Fernando Francischini (União-PR).

A votação de todos os 11 ministros do STF foi aberta à meia-noite desta terça-feira (7). Mendonça pediu vista do processo à 0h01, informa o UOL.

O pedido de vista paralisa o julgamento até que Mendonça devolva o processo.

Por sua vez, o ministro Kassio Nunes Marques, também indicado ao Supremo pelo ocupante do Palácio do Planalto, submeteu à Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) a decisão tomada por ele, na semana passada, que suspendeu a cassação.

Na Segunda Turma a sessão é presencial, mas limitada a cinco membros: Nunes Marques, André Mendonça, Edson Fachin, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski.

Na noite desta segunda (6), a PGR (Procuradoria-Geral da República) apresentou ao STF recurso em que recomenda a manutenção da cassação de Francischini.