O ministro da Energia da Alemanha, Robert Habeck, prevê “desemprego em massa, pobreza” com o boicote dos EUA e outras nações ao petróleo russo

 

O ministro da Energia da Alemanha, Robert Habeck, afirmou nesse domingo (13) que o boicote dos Estados Unidos e de países europeus ao petróleo da Rússia podem causar “desemprego em massa, pobreza, pessoas que não podem aquecer suas casas, pessoas que ficam sem gasolina” se o governo alemão parasse de usar petróleo e gás russos.

“Se apertarmos um botão imediatamente, haverá escassez de oferta, até mesmo paradas de oferta na Alemanha”, disse o ministro em entrevista à emissora pública ARD.

Na Alemanha, 55% do gás natural, 52% do carvão e 34% do óleo mineral usado no país vem da Rússia. “Com carvão, petróleo e até gás estamos passo a passo no processo de nos tornarmos independentes. Mas não podemos fazer isso em um instante. Isso é amargo, e não é uma coisa legal de se confessar moralmente, mas ainda não podemos fazer isso”, disse.

A Rússia é contra a entrada da Ucrânia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), liderada pelos Estados Unidos, que tentam ampliar a influência no leste europeu. As tropas russas entraram em solo ucraniano no dia 24 de fevereiro.