foto01Móveis abandonados em locais descampados. Bueiros obstruídos. Entulhos, restos de obras e podas acumulados em terrenos baldios. São cenas que se repetem todos os anos no Distrito Federal. Só em 2021, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) retirou uma média mensal de aproximadamente 51 mil toneladas de entulhos das ruas do DF.
Isso representa um custo anual de mais de 28 milhões, com a remoção dos entulhos das vias públicas. Um recurso que poderia ser investido em outras ações de interesse público, se a população depositasse esses materiais nos locais corretos.
Diante disso, a Adasa lançará, nesta quarta-feira (8/6), uma campanha sobre o descarte de resíduos provenientes de pequenas obras. Com o mote “O descarte certo é obra sua”, a campanha tem como objetivo incentivar o uso dos papa-entulhos pela população do Distrito Federal. Alinhado ao tema da campanha, também será divulgado o segundo episódio do programa Entre no fluxo com a Adasa, realizado em parceria com a TV Câmara Distrital.
A ideia é promover os pontos de coleta voluntária de resíduos de construção, mais conhecidos como papa-entulhos, uma vez que além de poluir as ruas e causar impactos negativos ao meio ambiente, o descarte incorreto contribui para a proliferação de doenças.
“Como reguladora dos serviços de limpeza urbana, a Adasa edita as normas para garantir a qualidade da prestação desses serviços realizados pelo SLU, que tem feito um grande esforço para manter a cidade limpa, tendo em vista a quantidade de resíduos de obra e entulhos jogados em vias e áreas públicas. Entendemos que o cidadão também precisa fazer a sua parte e levar esses resíduos a um local autorizado e, por isso, lançamos a campanha. Para que as pessoas sejam incluídas nesse processo e orientadas a fazer o descarte corretamente.”, destacou o presidente da Adasa, Raimundo Ribeiro.
Tanto a campanha como o programa foram realizados em parceria com o SLU e apoiados pela Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Sinduscon-DF e sistema FIBRA, que diante da relevância do tema se dispuseram a usá-la e divulgá-la em seus respectivos meios de informação e eventos.
Com o descarte certo, o destino final dos resíduos recolhidos nos papas-entulhos, beneficiam a cidade, o meio ambiente e os catadores e cooperativas que reciclam o material.
Painel de Informações de Resíduos Sólidos
No mesmo dia, a Adasa também lançará o Painel de Informações de Resíduos Sólidos. A ferramenta – disponível no site institucional da Agência – apresenta de forma objetiva e acessível dados relacionados à gestão de resíduos sólidos urbanos no DF.
Na área de interação, o internauta encontrará um infográfico com os principais números sobre a operação e aspectos econômico-financeiros dos serviços prestados pelo SLU, além de um panorama do monitoramento das metas e indicadores definidos no Plano Distrital de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PDGIRS).
Desde 2018, a Adasa publica em seu sítio eletrônico o acompanhamento dos indicadores do PGDIRS por meio de relatórios. Para a superintendente de Resíduos Sólidos do órgão, Élen Dânia dos Santos, o novo formato permitirá que mais pessoas acessem dados que englobam desde a coleta até a disposição final dos resíduos.
“Vamos possibilitar, por meio de uma maneira mais didática e acessível, que os usuários conheçam essas informações sobre os resíduos sólidos que geramos no DF, e ao mesmo tempo, promover a sensibilização para índices que estão abaixo das metas estabelecidas no plano, como os da coleta seletiva.”, explicou.