Stoppa, Musk e Bolsonaro (Foto: Reprodução | Felipe L. Gonçalves/Brasil247)

“O cara mais rico do mundo entrou na campanha do Bolsonaro”, acrescenta

 O jornalista Leonardo Stoppa afirmou, no programa Leo ao Quadrado desta semana, feito em parceria com o jornalista Leonardo Attuch, editor da TV 247, que a parceria entre a Starlink, do bilionário Elon Musk, homem mais rico do mundo, e o governo Bolsonaro para monitoramento por satélite da Amazônia, que tem as maiores riquezas minerais do planeta, deve ser recebida com muita desconfiança. “A questão é: o que Elon Musk está pagando ao Bolsonaro para receber a Amazônia”, diz ele. “O fato é que o cara mais rico do mundo entrou na campanha do Bolsonaro”, acrescentaStoppa também protestou contra a privatização do sistema elétrico brasileiro. “A entrega da Eletrobrás sem luta me impressiona muito”, diz ele. “O Brasil está virando uma colônia de exploração. Não temos mais uma nação brasileira, mas sim um território abandonado onde vários indivíduos tentam se dar bem”.